Pular para o conteúdo

Vera Canhoni

Um rio chamado tempo – Mia Couto – travessia

Um rio chamado tempo 

Eis o que eu aprendi nesses vales

onde se afundam os poentes:

afinal, tudo são luzes

e a gente se acende é nos outros.

A vida é um fogo,

nós somos suas breves incandescências.

 

Couto, M. Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra.São Paulo, Companhia da Letras, 2003

 

Eventos

 

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.