Pular para o conteúdo

Vera Canhoni

Degustação Psicanalítica: funções da poesia-arejamento das palavras-senso do lúdico

Degustação Psicanalítica: funções da poesia – arejamento das palavras – senso do lúdico  

Funções da Poesia – arejamento das palavras – senso do lúdico 

 

Quanto às funções da poesia….Creio que a principal é a de promover o arejamento das palavras, inventando para elas novos relacionamentos, para que os idiomas não morram por fórmulas, por lugares comuns.

Só os poetas podem salvar o idioma da esclerose.

A poesia tem a função de pregar a prática da infância entre os homens. A prática do desnecessário e da cambalhota, desenvolvendo em cada um de nós o senso do lúdico.

 

Uma vez mais Manoel de Barros nos oferece de forma breve, rica e fecunda entrelaçamentos e aproximações entre a poesia e a prática psicanalítica.

Afinal! Para que nosso idioma (inconsciente) não morra esclerosado por fórmulas ou lugares comuns, que a prática da cambalhota e do senso do lúdico – via arejamento das palavras – possa se desenvolver em cada um de nós.

Eventos

 

Muller, A. Manoel de Barros, Beco do Azougue, 2010

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.