Pular para o conteúdo

Vera Canhoni

Poesia – Manoel de Barros – Semelhanças

Poesia – Manoel de Barros – Semelhanças

Semelhanças 

Nasci para administrar o à toa

o em vão

o inútil

Pertenço de fazer imagens

Opero por semelhanças

Retiro semelhanças de pessoas com árvores

de pessoas com rãs

de pessoas com pedras

etc etc

Retiro semelhanças de árvores comigo.

Não tenho habilidade pra clarezas,

Preciso de obter sabedoria vegetal,

(sabedoria vegetal é receber com naturalidade uma rã no talo)

E quando esteja apropriado para pedra, terei também sabedoria mineral

 

BARROS, M. Livro sobre nada. Rio de Janeiro, Record. 1998

 

Eventos

 

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.