Pular para o conteúdo

Vera Canhoni

Escrita: endereçamento e experiência – escritor criativo e devaneio – parte 2/2

Escritor – devaneio e brincar infantil

A ênfase colocada nas lembranças infantis da vida do escritor deriva-se da suposição de que a obra literária, como o devaneio, é uma continuação, ou um substituto, do que foi o brincar infantil.
O indivíduo que devaneia oculta cuidadosamente suas fantasias dos demais, porque sente ter razões para se envergonhar das mesmas.
Mesmo que eles as comunicasse para nós, o relato não nos causaria prazer.
Sentiríamos repulsa, ou permaneceríamos indiferentes ao tomar conhecimento de tais fantasias.

Escritor criativo – devaneios

Mas quando um escritor criativo nos apresenta suas peças ou nos relata seus devaneios, sentimos um grande prazer, provavelmente originário da confluência de muitas fontes.
Como o escritor o consegue constitui seu segredo mais íntimo.

Superar sentimento de repulsa

A verdadeira ars poética está na técnica de superar esse nosso sentimento de repulsa, sem dúvida ligado às barreiras que separam cada ego dos demais.
Podemos perceber dois dos métodos empregados por essa técnica.
O escritor suaviza o caráter de seus devaneios egoístas por meio de alterações e disfarces, e nos suborna com o prazer puramente formal, isto é, estético, que nos oferece na apresentação de suas fantasias.

Liberação prazer – prazer estético

Denominamos de prêmio de estímulo ou de prazer preliminar ao prazer desse gênero, que nos é oferecido para possibilitar a liberação de um prazer ainda maior, proveniente de fontes psíquicas mais profundas.
Todo prazer estético que o escritor criativo nos proporciona é da mesma natureza desse prazer preliminar, e a verdadeira satisfação que usufruímos de uma obra literária procede de uma libertação de tensões em nossas mentes.
Talvez parte desse efeito seja devida à possibilidade que o escritor nos oferece de nos deleitarmos com nossos próprios devaneios, sem auto-acusações ou vergonha.

para post anterior acesse:

http://www.veracanhoni.com/enderecamento-e-experiencia-escritor-criativo-devaneio/

FREUD, S. Escritores Criativos e Devaneio.  In: Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud: edição standard brasileira, Volume IX (1906 -1908).  Trad. Sob a direção de Jayme Salomão. Rio de Janeiro, Imago, 1994.

http://www.veracanhoni.com/evento/encontros-poesia-e-clinica-psicanalitica-a-escuta-poetica-do-analista/

http://www.veracanhoni.com/evento/encontros-escrita-e-pesquisa-orientacao-tcc-monografia-dissertacao/

http://www.veracanhoni.com/psicanalise-atendimentos-clinicos-para-adultos-e-adolescentes-temporariamente-atendimentos-remotos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.