X

 Depressão e Integração: D.W.Winnicott em pequenas doses -Vera Canhoni

Depressão e Integração : D.W.Winnicott em pequenas doses -Vera Canhoni

Depressão e integração – saúde

Preciso mencionar o assunto depressão – um preço que se paga pela integração.

 

Não será possível repetir aqui o que tenho escrito sobre o valor da depressão, ou melhor, a saúde que é inerente à capacidade de se sentir deprimido, sendo que o humor deprimido está próximo da capacidade de se sentir responsável, de se sentir culpado, de sentir arrependimento e de sentir alegria quando as coisas correm bem.

 

No entanto, é verdade que a depressão, mesmo que terrível, tem que ser respeitada como evidência de integração.

 

É necessário incluir, num estudo sobre a saúde, a seriedade que tem ligações com a depressão, relativa a indivíduos que cresceram no sentido de se tornarem íntegros.

 

É na personalidade dessas pessoas que podemos encontrar riqueza e potencial.

 

Depressão – recuperação – força do ego

Quando eu era estudante de medicina, aprendi que a depressão traz dentro de si mesma o germe da recuperação. Esse é o ponto brilhante na psicopatologia, e vincula a depressão ao sentimento de culpa (a capacidade para sentir culpa é um sinal de desenvolvimento saudável) e ao processo de luto.  O luto tende a terminar seu trabalho.

 

A tendência que trazem embutida para a recuperação vincula a depressão igualmente ao processo maturacional da infância de cada indivíduo, um processo que (em ambientes facilitadores) conduz à maturidade pessoal, que significa saúde.

 

O desenvolvimento e a instalação da força do ego é a característica básica ou importante que indica saúde. De modo natural, o termo “força do ego” vai adquirindo cada vez mais significado, à medida que a criança amadurece.

 

Nossa visão da depressão está intimamente ligada ao nosso conceito de força do ego, de estabelecimento do self e de descoberta de uma identidade pessoal; é por essa razão que podemos discutir a ideia de que a depressão tem valor.

 

D.W.Winnicott

 

Grupo de estudo D.W.Winnicott: uma introdução – Vera Canhoni

 

 

Tags:

Sobre a Autora

Vera Canhoni
Formada em Psicologia pela FMU e com mestrado e doutorado em psicologia clínica pela PUC-SP, desenvolve e publica artigos sobre a clínica psicanalítica no contexto das manifestações analíticas, sobretudo com pacientes adultos e adolescentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *